Didática Magna



Capítulo XVIII - Princípios em que se fundamenta a solidez no ensinar e no aprender

   Comenius começa este capítulo dizendo que  poucos saem da escola com uma instrução sólida. Isso tem duas causas: ou as escolas preocupam-se demais com coisas frívolas e inúteis ou os alunos esquecem o que aprenderam porque tiveram contato rápido demais com as matérias. Sendo assim, ele propõe dez princípios a serem seguidos para que isso não aconteça. Vale lembrar que, devido à época em que o texto foi escrito e à formação do autor, este faz analogias com a natureza em vários momentos.

   Seguem os princípios enunciados por Comenius:

I. Só devem ser estudados assuntos de inquestionável utilidade

II. Todos devem ser estudados juntos, sem separação entre eles

III. A tudo devem ser atribuídos sólidos princípios

IV. Esses princípios devem ser muito aprofundados

V. Tudo deve se apoiar nesses fundamentos

VI. Tudo o que deve ser distinguido deve ser distinguido de modo muito claro

VII. Tudo o que for posterior deve se fundamentar no que for anterior

VIII. Tudo que tiver relação deve ser relacionado para sempre

IX. A tudo deve ser dada uma ordem que tenha relação com o intelecto, a memória e a língua

X. Tudo deve ser consolidado com exercícios constantes


Voltar à página principal